Crítica: Star Trek: Picard revive sentimentos emocionantes e obscuros de Jornada nas Estrelas

Após muitos pedidos e até mesmo grandes expectativas, o capitão Jean-Luc Picard está de volta em uma nova aventura. Deixando nitidamente claro e sem possíveis perguntas, até o momento, é possível descobrir o que acontece com Jean-Luc depois de tanto tempo sem dar as caras na franquia.

Dessa vez, Sir Patrick Stewart, na qual assumiu sete temporadas em A Nova Geração, retornou de forma grandiosa em Star Trek: Picard, nova série da Amazon Prime Video. O ex-Almirante da Frota Estelar, agora desfruta da sua “aposentadoria” cuidando de um vinhedo no sul da França.

A história dá início quando o Almirante recebe uma visita inusitada da misteriosa Dahj. De forma surpreendente, ele acaba descobrindo que a jovem que tem uma grande conexão com o seu passado.

A nova aventura estelar entregou cenas emocionantes de sentir o coração em ritmo forte e acelerado. Trakkers, de coração, poderem se surpreender com um lado obscuro e fascinante do lendário capitão.

Os novos episódios prometem conquistar o público pelas fortes lembranças presentes do passado nos episódios. Sem muitos detalhes, personagens memoráveis de todo o universo Star Trek, permanecem na nova história. Apesar de muitos não estarem mais entre nós, eles retornaram para completar a nova história extraordinária.

Um detalhe na produção e no roteiro que me chamou a atenção foi a forma dela estar bem mais “sombria”. Apesar de ter tirado um pouco da essência Star Trek, a nova forma que a série vem trabalhando é um tanto quanto curiosa mas entendo que Star Trek precisava tomar um caminho novo para não cair na mesmice.

Em busca de visuais exuberantes, Picard abusa dos efeitos especiais e te teletransporta para lugares surpreendentes e enigmáticos. A evolução da ciência e da tecnologia é um elemento que não deixou de desejar.

Star Trek: Picard estreia nesta sexta-feira, 24, no Prime Video com o primeiro episódio, Remembrance. Novos episódios serão liberados semanalmente às sextas-feiras na plataforma.

André Luiz Freitas

23 anos, viciado em músicas, séries, filmes e shows! Instagram: @andreluizfreitas_

Não há comentários ainda

Comentários

Seu email não será publicado.